Maestro e Diretor Artístico

PAULO MARTINS

Teve como primeiro instrumento o Saxofone, concluíndo o curso complementar no Conservatório de Música do Porto com as mais altas classificações.

Prosseguiu os seus estudos em Fagote com o professor Hugues Kesteman, ingressando posteriormente na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE), onde obteve a licenciatura em instrumentista (Fagote), tendo sido atribuído o Prémio da Fundação Eng. António de Almeida por ter concluído a licenciatura bietápica em instrumento (Fagote) com a mais elevada classificação no ano letivo 2000/2001.

Em 2001 continua os seus estudos de fagote na Alemanha onde concluiu, em 2004, o curso de solista – DKA (Diplom Künstlerische Ausbildung – Fagote) e o mestrado em performance – Konzert Examen, na classe do Prof. Gunter Pfitzenmaier, na “Hochschule für Musik Karlsruhe” (Alemanha), ambos com a máxima classificação, e como prémio gravou o concerto de Mozart com a Orquestra de Câmara da mesma escola.

Trabalhou ainda com outros fagotistas tais como: Gunter Pfitzenmaier, Sérgio Azzollini, Milan Turkovic, Pierre Kerremans, Robert Glazburn, Arlindo Silva, entre outros. Foi premiado em diversos concursos, nomeadamente “Juventude Musical Portuguesa”, “Jovens talentos dos CTT”, “Concurso do Conservatório de Música do Porto”, e “Concurso de Jovens dos Distritos de Coimbra e Aveiro”.

Apresentou-se a solo com a Orquestra e Banda de Jovens de Santa Maria da Feira, Orquestra Sinfonieta, Orquestra ARTAVE e Orquestra de Câmara da Staatliche Hoschule für Musik Karlsruhe (Alemanha) e integrou várias Orquestras entre outras: Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Sinfonieta, Orquestra Sinfónica da Póvoa do Varzim, Orquestra de Jovens do Concelho de Santa Maria da Feira, Orquestra Sinenomine, Orquestra Regional de Braga, Orquestra de Jazz do Porto, Orquestra das Escolas Particulares, Orquestra do Conservatório Regional de Gaia, Grupo de Instrumentos de Sopro de Coimbra, tendo atuado por todo o país, em Espanha, França, Bélgica, Macau e Alemanha. Orientou masterclasse no “IV Curso Internacional” da escola ARTAVE, no “VI festival de música das terras de Santa Maria”, e no Instituto Piaget, apresentando-se igualmente em concerto.

Faz trabalho regular de produção para a editora discográfica NUMÉRICA.

Estudou direção de orquestra com o maestro Osvaldo Ferreira e fez masterclasse em direção de orquestra e música de câmara com o maestro Ernest Schelle, e Eugene Corporon. Em 2007, obteve o mestrado em direção com o conceituado maestro Jan Cober no Conservatório de Maastricht (Holanda).

Como maestro, foi premiado no “Certamen Internacional de Bandas de Música de Valencia” em 2002, 2005 e 2011, no “Certamen Internacional de Bandas de Música Vila d’Altea” em 2006 e 2007, e no “Concurso Internacional de Bandas – Ateneu Vilafranquense” em 2008 e 2012. Teve ainda a oportunidade de dirigir algumas orquestras tais como: Orquestra de Sopros da Academia de Música de Castelo de Paiva, Orquestra do Salão Jardim Passos Manuel do Coliseu do Porto, Orquestra Raízes Ibéricas, Banda Sinfónica de Alaquas (Valência), Banda Sinfónica do Conservatório de Música de Aveiro, Orquestra de Sopros da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, Banda Filarmónica de Ansede, Orquestra Clássica do Instituto Piaget e a Banda da Guarda Nacional Republicana de Lisboa (GNR).

Integrou o júri do concurso “Prémio Jovens Músicos” da RDP, do “ I Certame Nacional de Bandas de Música D’Almàssera” (Valência), do conceituado “Certamen Internacional de Bandas de Musica – Cidade de Valência”, e foi Diretor Artístico do “Concurso Nacional de Bandas Filarmónicas Cidade de Aveiro”.

É professor no Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian, no ISEIT – Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares (Viseu) e Diretor Artístico da Orquestra e Banda Sinfónica de Jovens do Concelho de Santa Maria da Feira e da Banda Filarmónica ARMAB.

www.paulomartins.net